Quo vadis Brasil?

    Somos um povo pacífico? A história demonstra que não. No final do século XVIII (1798) ocorreu a Conjunção Baiana, conhecida como “Revolta dos Alfaiates”, inspirada na Revolução Francesa. Reuniu escravos, soldados e alfaiates. Pretendiam instaurar a república ante as péssimas condições de vida. Mas, seus líderes foram mortos e esquartejados. Ao início do século... Continuar Lendo →

A cidade

Estudiosos entendem a cidade como a maior criação humana. Depois dela mudou a sociedade e se alteraram as estruturas de poder. Fomos nômades até a primeira revolução, a agrícola que prevaleceu por 3 mil anos. A evolução foi lenta, o nomadismo consistiu em fenômeno tenebroso, quando a luta pela sobrevivência foi emblemática. Com o advento... Continuar Lendo →

O inimigo: expeditas reflexões

Quem é o maior inimigo do ser humano? Pelo registro do século IV a. C., o próprio homem. O Estado representa até nossos dias modelo concebido no século XV na Europa. Nasceu centralizado, autoritário e neste contexto foi resposta às unidades fragmentadas medievais. Consolidado através das monarquias absolutistas, época em que o soberano não sofria... Continuar Lendo →

O longo caminho da democracia no tempo

O longo caminho da democracia no tempo José Cesar Pereira da Silva Filho     A política que muitos propalam por ela não ter apreço é, contudo, fenômeno enraizado com o pensamento ideológico. A vida é constituída de escolhas e a realidade se revela no dia a dia como a mais cara manifestação do ser humano.... Continuar Lendo →

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑