ANTES DA PARTIDA, É PRECISO VIVER

Recentemente, um ex colega de faculdade perdeu seus pais, primeiro sua mãe, pouco tempo depois foi a vez de seu pai desencarnar; ambos já estavam na velhice e enfrentavam sérios problemas de saúde. Embora saibamos que trata-se de um axioma irreversível, é sempre muito doloroso se deparar com o processo do óbito de alguma pessoa querida. Dormir sabendo que ela não estará mais entre nós no despertar do dia seguinte dói e dilacera o coração, nem todos têm a mesma capacidade de enfrentamento da realidade.
Meu pai faleceu relativamente novo para os padrões modernos de saúde, às vesperas de completar cinquenta e três anos, devido a complicações de uma vida desregrada que incluía abuso no consumo de bebidas alcoólicas. Me recordo da época em que era vivo, gostava de procurar suas irmãs, primos e tias que moravam perto de casa. A partida de várias personagens do clã familiar mudou a vida por aqui, ela nunca mais foi a mesma; mas é preciso de alguma forma entender que ela precisa continuar.
O que dizer das mães que perdem seus filhos ainda jovens em função de alguma tragédia repentina? Não existem palavras para descrever a intensidade dessa dor. Dia desses me contaram que o filho único de uma ex professora do ensino fundamental havia se suicidado, custei a acreditar.
Somos passageiros desse tempo, por aqui estamos em constante aprendizado uns com os outros, experiência cujo prazo para cessar está apenas ao alcance do conhecimento de Deus Pai. De forma que é preciso viver cada dia com a intensidade de quem traz no âmago a incerteza do amanhã. Não guarde rancores, não deixe reservado no roupeiro roupas intocáveis para um dia que talvez nem chegue, as vista nem que seja para você mesmo se admirar no espelho. Olhe para o céu, deixe os sol, a lua, as estrelas, as nuvens e o arco-íris seduzir seu encanto. Diga mais “Eu amo você”, brinque com seu animal de estimação, perdoe seus inimigos. Tem que ser hoje, o amanhã é um signo abstrato cuja interpretação é uma grande incógnita dentro da capacidade de interpretação humana.
Bom resto de domingo. Muito obrigado pela atenção de sempre.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: