Ciclos | por Psicóloga Taramis Sartório

Eu desejo que você aprenda a fechar, e se for preciso selar, ciclos, por completo.

Você gosta de suco de laranja. Até toma suco de laranja a bastante tempo. O suco te conforta e você se sente bem com ele. Até o dia em que ele começa a te dar enjoos, e já não te faz tão bem quanto antes. O suco começa a ter gosto de azedo. Você se esforça por um tempo, mas não adianta, o suco de laranja já não é mais o seu preferido. Com o tempo, a sua insistência, até passa a te fazer mal. Mas você é tão apegado ao costume de tomar suco de laranja que continua mesmo assim…
…mas um dia você sente vontade de suco de uva. Suco de uva é bom, te faz bem. Mas como você está tão apegado ao suco de laranja, mesmo ele não sendo mais o mesmo, você não consegue jogar todo o suco para fora do copo. E começa a tomar meio suco de uva e meio suco de laranja, é uma mistura ruim e você nunca sente o gosto completo das frutas, porque você não consegue colocar o suco de laranja fora. Você se sente incapaz, não consegue fechar ciclos.
Não consegue se livrar de tudo aquilo que não faz mais sentido, não faz parte do seu novo ciclo.

Este texto não tem nada a ver com sucos.

Tem ciclos que são tão bons que esperamos e torcemos que durem para sempre. Outros que são ruins ao ponto de rezarmos para serem rápidos. O certo é que a vida é feita deles: ciclos.
Todo casal passa por ciclos. Alguns ciclos são tão estressantes que colocam um ponto final. Outros testam a capacidade de disponibilidade e interesse no casal em se reinventar como uma Fênix. Mas também existem aquelas pessoas que iniciam um novo ciclo ainda estando apegados com o que já foi. Igual, como os sucos.
Encerrar ciclos é desafiador. Mas ainda assim, é mais corajoso colocar pontos finais do que prolongar ciclos falidos em nome das boas memórias que eles proporcionaram.
Desejo que você saiba quando encerrar um ciclo. Dar um ponto final. Virar a página. Deixar o outro ir. Que você saiba a hora de parar de esticar dolorosamente uma história que já acabou. Ciclos se encerram mesmo quando os sentimentos continuam, aceite. Rasgue as fotos. Limpe a casa. Coloque fora os presentes. Fim é fim.
Dê espaço para um novo ciclo entrar. E aproveite o gosto dele, por completo. Nunca tema o fim dos ciclos, eles podem ser a anunciação de que o melhor, ainda está por vir.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: