“Tu não, senhor!”

A expressão “senhor” parece estar cada vez mais em desuso, trata-se de uma referência às pessoas com uma idade longamente superior que os antigos gostavam de cultivar com louvor. Obviamente, tratar a pessoa por senhor ou senhora não necessariamente significa um expresso sinal de respeito, muitas pessoas que usam os termos tu ou você costumam ter muito mais consideração pelas pessoas com idade superior do que pseudos moralistas de araque. Mas eu particularmente acho bonita essa deferência, ela denota que a experiência de vida é algo muito importante e precisa ser sublinhada durante as interações diárias. Meu falecido pai dizia em tom de exclamação a cada vez que por descuido o chamávamos de “tu”: “Tu não, senhor!”. Quando nos referíamos às pessoas mais velhas sem fazer a devida referência pai dizia: “seu” fulano de tal, “ele não é teu irmão”.
Atendi certa vez um vizinho, quem me proporciona o ar da graça deve saber que além de escriba sou fisioterapeuta. Esse paciente estava com problemas de coluna, sentia muita dor. Mora na parte superior de um sobrado com esposa e filhos, no pavimento inferior a moradia de seus pais. Certa vez ao realizar um atendimento domiciliar notei que seu pai, infelizmente já falecido, adentrou no cômodo onde estava prestes a ser realizado o procedimento, do filho ele ouviu a seguinte frase: “Bença, pai”. Achei muito bonito, o pedido de benção é um desejo muito antiquado, eu diria. Infelizmente também.
Bom domingo a todos, sou grato pela consideração que nos une a cada texto semanal nessa coluna.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: