Ao Dia das Mulheres

Vou te dizer uma coisa sobre mulheres.

Já vi mulher ser advertida pela chefia (masculina) por ter o esmalte descascado e ser obrigada a usar salto alto no trabalho, ter coragem de largar o emprego e ser disputada por vários outros escritórios.
Já vi mulher largar tudo, trabalho, casa e estabilidade para ir em busca de um sonho. Mas ter medo de entrar em um relacionamento.
Já vi mulher largar um concurso público e voltar para casa dos pais. Em busca de ser feliz.
Já vi mulher entrar em um presídio masculino, e lutar por direito do seu cliente, carregando o desejo de se fazer justiça.
Já vi mulher começar a empreender em casa, dar conta das tarefas domésticas, do marido e do filho. E ser uma excelente empreendedora.
Já vi mulher sofrer por equilibrar o amor pelo trabalho e o cuidado pela criação dos filhos.
Já vi mulher entrar em uma graduação, para incentivar seus próprios filhos a estudarem.
Já vi mulher, brigar com muita gente, pela sua opção de não ter filhos.
Já vi mulher perder o companheiro e virar uma mãe solo incrível.
Já vi mulher ser livre, solta e ter que lutar por querer ser assim.
Já vi mulher virar bicho, para proteger um filho.
Já vi mulher que priorizou os filhos e iniciou uma nova profissão aos 50.
Já vi mulher que dedica a vida dela para tornar a vida de outras mulheres mais fáceis.
Já vi mulher que foi deixada por um grande amor, pegou as economias e viajou para a Europa, e nunca mais parou de viajar.

Eu peço licença para pegar emprestado um pouco de cada uma delas, pra construir a mulher que quero ser. São pessoas reais, lidando com a dor e a delícia de ser mulher.

Mas também já vi mulher que incentiva o novo companheiro a não pagar a pensão. Já vi mulher cobrando preço muito menor pelo mesmo serviço para “roubar” cliente de outra mulher. Já vi mulher dizendo que a chefe só chegou ao cargo porque dormiu com o dono. Já vi mulher criticando outra por um aspecto físico . Já vi muita mulher julgando a criação dos filhos de outra mãe. Já vi mulher invejando o casamento de outra.

Somos cruéis.
Acho que por isso não conquistamos o mundo, ainda

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: