Rio Jacuí, ou Rio Jason?

Numa outra coluna citei o Rio Jacuí como sendo o Rio Jason… e o que não foi entendido a comparação!
Passa o tempo e o Rio Jacuí ou Jason ceifa muitas vidas, suas águas são muito perigosas e traiçoeiras.
Vejo nos comentários de muitos… que se promovem dizendo que cruzaram várias vezes nadando nas águas do rio, sem que nada lhes tivesse acontecido!
Acredito de tais histórias, mas as que ficam marcadas geralmente são das travessias não feitas, das pessoas que sumiram nas águas…do puro fatalismo e outras por se aventurar sem conhecer os locais perigosos.
Quando somos jovens nada nos atinge, e tudo nos é fácil enfrentar… a coragem da jovialidade vem com uma coletividade, em que cada um quer ser imortal, a ilusão de que os jovens só enxergam que a sua vida é muito mais encantada do que dos outros.
Uma competividade perigosa e arriscada, senão não teria graça provar a aventura de se jogar no imprevisto!
Cada caso é um caso, o Rio Jacuí ou Jason não quer saber de competições… a sua direção é apenas em seguir seu curso, contornando apenas os obstáculos pelas margens.
O silencioso Rio Jacuí ou Jason (violento ou não) vem fazendo suas vítimas, quase a maioria jovens com sede
de aventuras… e em seu mistério, suas panelas(buracos) profundas, redemoinhos de águas escuras e na imensidão da sua força motriz… são suas armas para gerar uma grande tragédia.
Não leiam o texto no sentido literal da palavra, se aprochegue na junção de ideias e comparações… um dia entende a mensagem de que se pode evitar e mergulhar em águas que te levam ao pior perigo!

“Ninguém entra em um mesmo rio uma segunda vez, pois quando isso acontece já não se é o mesmo, assim como as águas que já serão outras.”
Heráclito

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: