Prefeitura anuncia reajustes de 33,23% aos professores, 12% ao quadro geral e 10,42% ao Refeisul

O prefeito José Otávio Germano anunciou nesta quinta-feira (24) o índice de reajuste dos servidores municipais. Aos professores, será concedido um reajuste de 33,23% e aos servidores do quadro geral será 12%. Os cálculos para concessão do reajuste vêm sendo estudados há meses pela Secretaria da Fazenda, quando foram orientados pelo chefe do Executivo a avaliarem todas as possibilidades para garantir os melhores índices possíveis.


Com o aumento concedido aos professores, baseado no índice definido para o piso nacional do magistério, o básico passa de R$ R$ 1.443,12 para R$ 1.922,81. Para o vale Refeisul, o reajuste será de 10,42% (IPCA), passando de R$ 353,12 para R$ 389,91. Com estes percentuais, a média do aumento mensal com o funcionalismo será de R$ 2.571.477,67. Já anualmente, este valor chega a R$ 30.857.732,09. Com isso, a administração municipal alcança o limite legal de gasto com folha de pagamento de dos servidores em 53,99% (baseado na Receita Corrente Líquida dos 12 últimos meses). Os reajustes são retroativos a 1º de janeiro.


Antes de fazer o anúncio oficial, José Otávio conversou com grupo de vereadores que votou a favor das alterações das alíquotas do Faps para explicar a eles os índices que serão concedidos. Ele ressaltou que, apesar do percentual inicial articulado como compromisso com os vereadores ser de 14%, diante da necessidade de cumprimento do piso nacional do magistério, foi possível neste momento conceder 12% mais o reajuste do Refeisul. No entanto, ele renovou o compromisso com os vereadores de chegar aos 14% e garantiu que durante o ano de 2022 voltará a tratar do assunto assim que for possível.


José Otávio explica que todos os índices foram muito bem estudados. No entanto, principalmente o percentual concedido aos professores exigirá um enorme esforço para ser implantado. Ainda não se tem informação de outra cidade do porte de Cachoeira do Sul que tenha concedido o piso nacional do magistério. “Isso demonstra que nossa prioridade número 1 é o funcionalismo. Ele é o cérebro, o coração, os braços e as pernas de uma Prefeitura. É o servidor municipal que ensina, cura, cuida da natureza, da cidade, das praças e das ruas. Se ele estiver feliz e se sentir valorizado, toda a cidade vai bem. Conceder reajuste ao funcionalismo pode não ser eleitoralmente a melhor opção, mas significa convicção na forma como estamos administrando, buscando valorizar o servidor. O maior patrimônio de uma Prefeitura não são os prédios, mas são sim os servidores públicos. Se eles estão bem cuidados, cuidarão bem dos cidadãos cachoeirenses”, justificou José Otávio. O aumento do Refeisul foi concedido também como mais uma forma de valorizar o funcionalismo.


Importante

O prefeito José Otávio já anunciou que não quer receber o reajuste e já solicitou à Secretaria da Fazenda que avalie como isso pode ser concretizado.



Entenda melhor:



Reajuste dos servidores municipais (professore e quadro geral)


33,23% – Professores

12,00% – Quadro geral

10,42% – Refeisul


– Básico dos professores passa de R$ 1.443,12 para R$ 1.922,81


– Refeisul passa de R$ 353,12 para R$ 389,91


– Impacto médio mensal na folha: R$ 2.571.477,67


– Impacto médio anual na folha: R$ 30.857.732,09


– Alcança o limite legal de 53,99% de gasto com folha (baseado na Receita Corrente Líquida dos 12 últimos meses)

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: